Categoria aprova estado de greve e ampla mobilização

Notícia publicada dia 26/08/2015

Aumentar/diminuir o texto:

Em assembleia na noite de 25 de agosto, os ecetistas de São Paulo protestaram contra a péssima postura da empresa nas negociações, exigiram aumento salarial, melhoria do convênio médico, pagamento da PLR e responsabilização de que provocou o rombo no Postalis

Trabalhadores presentes na assembleia - 25-08-2015

A Diretoria do Sindicato apresentou uma avaliação da Campanha Salarial na assembleia. Ressaltou que a empresa não negociou seriamente, não respondeu as reivindicações dos trabalhadores e nem apresentou contraproposta.

E, com o argumento de que a situação está difícil e que não está tendo lucros, deixou escapar ameaças de piorar o convênio médico, com retirada dos pais e estabelecimento de cobrança, e reajustar os salários abaixo da inflação.

companheiro Peixe passa informes das negociacoes - 25-08-2015

A Diretoria do Sindicato deixou claro que exige a manutenção da Cláusula referente ao convênio médico como está, com melhorias e ampliação de direitos.

E a reação da categoria foi unânime: se não houver uma proposta decente de reajuste salarial, manutenção e melhoria do convênio médico, pagamento da PLR e aumento nas cláusulas econômicas, a categoria vai lotar a assembleia de 15 de setembro e realizar a maior greve de sua história. Greve que será nacional, pois já está articulada com todos os Sindicatos de Trabalhadores dos Correios do país.

Trabalhadores aprovam estado de greve - 25-08-2015

SE NÃO NEGOCIAR, O CORREIO VAI PARAR A PARTIR DAS 22H DE 15 DE SETEMBRO!
TODOS À ASSEMBLEIA DO DIA 15 DE SETEMBRO, ÀS 19H00, NO CMTC CLUBE
AV CRUZEIRO DO SUL, 808, METRO ARMÊNIA


Compartilhe agora com seus amigos